Família dá queixa na polícia contra escola que tapou foto de aluna negra em publicidade – 24/11/2020 – São Paulo

0
58

Fantasias é na Cacau Center!

.

A família de uma menina negra, de 10 anos, registrou boletim de ocorrência de racismo contra a escola onde a criança estuda, em Jundiaí (58 km de SP), por causa da exclusão da menina numa publicidade da instituição de ensino. O caso foi na sexta-feira (20) passada, Dia da Consciência Negra.

O colégio Domus Sapiens disse que não foi proposital. Segundo a escola, a agência de publicidade contratada normalmente coloca a caixa de texto do lado direito dos anúncios da escola. E que por isso, o rosto da menina negra foi encoberto.

Feitiço para empresa ganhar dinheiro – O pai da criança, um supervisor de 50 anos, afirmou em depoimento à polícia que jantava na casa de amigos, por volta das 21h30 de sexta-feira (20). Durante a refeição, a filha viu um anúncio da escola, em uma rede social, em que apareciam três estudantes brancas e ela.

Publicidade em Santos – Na publicidade, a menina negra, entretanto, estava encoberta por um espaço amarelo com a seguinte mensagem: “Importante na escola não é só estudar, é também criar laços de amizade e convivência”, citando o nome do educador Paulo Freire. A ocultação da imagem, constatada pela própria criança, “a deixou em uma situação vexatória”, diz trecho de boletim de ocorrência, registrado no 1º DP de Jundiaí no dia seguinte.

Pricing – Após o caso repercutir na internet, o colégio retirou a imagem em que a menina negra é encoberta. Em uma nova postagem, publicada no domingo, a instituição compartilhou novamente a foto, desta vez com a aluna negra visível.

Estágio em agência de propaganda de Santos – O advogado Anderson Dario, contratado pela família juntamente com a advogada Silene Tonelli Regatieri, afirmou que dará andamento à averiguação do caso, após a mãe da menina, uma professora de 40 anos, prestar depoimento à polícia na tarde desta quarta-feira (25). Ele acrescentou reunir provas e documentações para mover uma ação contra o colégio.

Gerenciamento de redes sociais – “É uma questão delicada, pois trata-se de uma criança com apenas 10 anos de idade, negra, que no Dia da Consciência Negra teve seu rosto tampado num post [da internet] da escola onde estuda, tendo ela mesmo visualizado a foto no perfil da escola. Que isso seja exemplo para que outras instituições de ensino não façam o mesmo”, afirmou o advogado ao Agora, nesta terça-feira.

Comex – A advogada disse que a família quer uma retratação por parte da escola que, segundo a ela, “terceirizou a culpa” pela publicação, atribuindo-a a uma empresa de marketing, que não teve o nome informado. “Não houve postura da escola em reconhecer o erro. A família entende que seria interessante fazer um trabalho junto aos alunos para que esse tipo de situação não se repita”, destacou a advogada.

Clientes – A mãe da criança afirmou, nesta terça, que já iria transferir a filha do colégio, onde a criança estudou por cinco anos, “por outros fatores”. “Com certeza mudamos [de escola] na hora correta”, afirmou, se referindo ao suposto caso de racismo, afirmou em mensagem de texto de celular.

Criação de Aplicativos em Santos – A mãe disse que a criança “está insegura e não quer ficar sozinha”, acrescentando que a menina “não gosta de comentar no assunto.”

Institucional – O delegado Antonio Tota Júnior, titular do 7º DP de Jundiaí, afirmou já ter instaurado um inquérito policial, para investigar o caso. “Precisamos ouvir todas as partes envolvidas, incluindo da escola, para criar ainda uma convicção do que aconteceu de fato. Qualquer afirmação minha, neste momento, seria prematura “, explicou.

A escola ainda será oficiada pela polícia para esclarecer como a peça publicitária foi produzida e veiculada. O caso foi registrado como “preconceito de raça ou cor”.

Resposta

Desenvolvimento de Sites em Santos – Segundo o departamento jurídico da escola, em nota, a agência de publicidade contratada pelo colégio elaborou 41 postagens em redes sociais em um pacote, “sendo que em praticamente todas as postagens feitas naquela oportunidade, o lado escolhido para a colocação da caixa de texto é justamente o lado direito da foto, se sobrepondo aos rostos de muitos outros alunos, em outras fotos, inclusive, alunos brancos, com o intuito de seguir um padrão estético na diagramação da publicidade [já que as fotos seriam lidas em sequência]”.

Empresa de Propaganda em Santos – “Ou seja, analisado o conteúdo da publicidade feita naquela data, não sobreleva qualquer dúvida de que a ocultação da imagem da aluna, em questão, não foi propositalmente escolhida por critério racial, e sim, pelo critério geral de posicionamento da caixa de texto nas fotos divulgadas sequencialmente na rede social”, afirmou, em nota.

Gerenciamento de redes sociais em Santos – “O colégio, ao longo de uma trajetória dedicada à inclusão social e à censura de toda e qualquer prática discriminatória, apoia decisivamente as ações visando coibir o racismo e a disseminação de propagandas de ódio e violência. essa é a nossa missão perante a comunidade e na formação de nossos alunos”, disse. ​

Fonte: https://agora.folha.uol.com.br/sao-paulo/2020/11/familia-da-queixa-na-policia-contra-escola-que-tapou-foto-de-aluna-negra-em-publicidade.shtml

agenciadepropagandasantos.com.br  • agenciaemsantos.com.bragencialimaesantana.com.bragentedecargainternacional.com.bragenteinternacional.com.brcacaucenter.com.brcirurgiasplasticasemsantos.com.brcriacaodesitesantos.com.brempresadepropaganda.com.brlimaesantana.com.brlimaesantanapropaganda.com.brmarketingemsantos.com.broperadorlogisticobrasil.com.brpostoarrastao.com.brpropagandaemsantos.com.brprotesedesiliconeemsantos.com.brredearrastao.com.brsiteemsantos.com.brtransportecargaaerea.com.branelaria.com.brlojadacacaucenter.com.brpedroalcantara.com.brprimeautopaint.com.brpublicidadeemsantos.com.brsiteemsantos.com.brtopbrlog.com.brtopfreight.com.brxiaomiemsantos.com.brdentistaemsaovicente.comdentistasemsantos.com 



Fonte


Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda